Qual é a importância de usar um suplemento alimentar infantil na dieta do meu filho?

Tratamentos
Publicado em: 07/07/2022 - 00:00:00
Imagem do post Qual é a importância de usar um suplemento alimentar infantil na dieta do meu filho?

Nos primeiros anos de vida, é essencial que as crianças comam muitas frutas, verduras e legumes para garantir a ingestão de todos os nutrientes que precisam para crescer fortes e saudáveis. Porém, na fase de introdução alimentar alguns pequenos podem rejeitar esses ingredientes. Sabia que nesses casos é possível utilizar um suplemento alimentar infantil?

As vitaminas e minerais estão entre os elementos mais importantes para o desenvolvimento físico, imunológico e psíquico do seu filho. Mas eles não estão presentes apenas na comida, também é possível encontrá-los em suplementos alimentares infantis.

Ficou interessado em saber mais sobre o tema? Entenda melhor o que é e para que serve um suplemento alimentar infantil e veja quais são os principais micronutrientes que ele deve conter!

O que é um suplemento alimentar infantil?

Um suplemento alimentar infantil é um composto de macro e/ou micronutrientes que tem como objetivos¹:

  1. Complementar a dieta;
  2. Aumentar a oferta de nutrientes;
  3. Manter o estado nutricional adequado da criança.

Em tese, os pequenos que possuem uma alimentação balanceada não necessitam de suplementação. No entanto, essa não é a realidade geral, pois isso depende também de fatores locais, ambientais e das atividades que realizam². Por isso, é fundamental estar atento às deficiências de vitaminas e minerais.

Para auxiliar nessa situação, os suplementos podem ser apresentados em diferentes formatos como¹:

  • Gotas;
  • Suspensão;
  • Flaconetes;
  • Pós para diluição em água ou leite;
  • Gomas.

Esse tipo de produto pode ser usado tanto por crianças quanto por adultos. Mas, no caso de suplementos alimentares infantis, estão autorizados para uso apenas aqueles que possuam vitaminas e minerais, isoladas ou em múltiplas combinações, com doses para prevenção ou reposição de carências nutricionais¹.

O acompanhamento de um pediatra ou nutricionista é essencial, pois a automedicação não é recomendada. Apenas um profissional qualificado poderá avaliar as necessidades nutricionais do seu filho e indicar as melhores opções para ele.

Qual é a importância da suplementação na infância?

Você sabia que as crianças fazem parte de um grupo que possui grande vulnerabilidade para deficiência de macro e micronutrientes?³ Isso acontece por conta do seu rápido crescimento e desenvolvimento, especialmente nos primeiros dois anos de vida³.

Diante disso, o principal papel e importância de um suplemento alimentar infantil é auxiliar na manutenção dos níveis apropriados de nutrientes e ajudar na recuperação em casos comprovados de carência.

Ele é de grande auxílio também depois dos 2 primeiros anos, quando as crianças começam a desenvolver o seu paladar e conhecer melhor os alimentos, o que pode causar uma certa estranheza.

Entre os dois e seis anos, as crianças podem apresentar uma neofobia4, ou seja, uma dificuldade em aceitar ingredientes novos ou desconhecidos, chegando ao ponto de se recusarem a experimentar uma comida diferente.

Por isso, usar um suplemento alimentar infantil aos 4 anos de idade, por exemplo, é algo possível para evitar a falta de vitaminas e minerais necessários.

Além disso, o uso de um complemento alimentar infantil para suplementar a necessidade de micronutrientes é considerado seguro e eficaz para melhorar as funções imunológicas dos pequenos, de acordo com a SPSP5.

Apesar de não necessariamente prevenir infecções, como a gripe, covid-19 e resfriados, ele pode otimizar a resposta do sistema imune e atuar como um tratamento coadjuvante5.

Agora que você já sabe para que serve um suplemento alimentar infantil, conheça as principais vitaminas que ele deve conter.

Quais são algumas das principais vitaminas que um suplemento alimentar infantil pode ter?

Todos os macros e micronutrientes são essenciais para o crescimento adequado das crianças. No entanto, é preciso estar atento a certos elementos, como as vitaminas e minerais listados abaixo, pois eles desempenham papéis basilares nas funções imunológicas e físicas e são os que estão mais vulneráveis a carências.

Vitamina A

A vitamina A é crucial para diversas partes do corpo, mas tem papel especial relacionado ao reforço do sistema imunológico e desenvolvimento da visão6.

De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 2 milhões de crianças possuem deficiência dessa vitamina no Brasil7. A situação é tão preocupante que há um programa nacional de suplementação para os que têm entre 6 meses e cinco anos de idade6.

Os principais motivos para sua carência são a não amamentação e o consumo baixo de alimentos fonte8 de vitamina A para crianças.

Vitamina D

Conhecida como vitamina do sol, a vitamina D é vital para a formação óssea e auxílio ao sistema imune9.

Como o nome popular diz, a maior parte de vitamina D que absorvemos no organismo (cerca de 90%) vem da exposição ao sol por ao menos 10 ou 15 minutos por dia10. No entanto, isso depende dos fatores ambientais e hábitos de vida. Por isso, essa é uma deficiência muito comum.

Estima-se que mais de 1 bilhão de pessoas no mundo sofram com a falta deste micronutriente, sendo um problema comum em lactentes, crianças e adolescentes³.

Zinco

O zinco é outro micronutriente ao qual os pais devem estar atentos. Esse mineral possui papel no crescimento, desenvolvimento cognitivo e é de grande relevância para o sistema imunológico, sendo o segundo elemento mais abundante no corpo humano³.

Estudos demonstram que a deficiência de zinco oscila entre 50% e 80% das pessoas no Brasil e em outros países das Américas, o que torna isso um problema nutricional a ser combatido11.

Quer conhecer melhor as fontes alimentares de todos esses micronutrientes? Leia o nosso texto “Melhores vitaminas para crianças”.

Qual suplemento alimentar infantil posso usar com meu filho?

No fim das contas, é indispensável consultar um pediatra ou nutricionista para que ele avalie o quadro nutricional do seu filho, verifique as carências de nutrientes e recomende as melhores alternativas para ele.

Entre as possibilidades que ele pode indicar está o Blumel Imune Kids, um suplemento alimentar infantil disponível em solução oral, com aroma natural de mel. Ele contém o exclusivo12  Imuno Complex, uma combinação de vitaminas A, C e D e os minerais zinco e selênio12.

Essa mistura vai ajudar no funcionamento do sistema imunológico da criança 12. Ah, e ele não tem adição de açúcares, corantes12 e aromas artificiais na sua formulação, o que o torna uma opção ainda mais saudável e para os pequenos. Converse com um profissional de saúde sobre a possibilidade de utilizar Blumel Imune Kids com o seu filho!

Blumel Imune Kids: alimento isento de registro de acordo com a RDC 27/2010.

 
1. Fisberg M. Suplementos nutricionais. Departamento Científico de Nutrologia Pediátrica. Sociedade Brasileira de Pediatria. 2012. Disponível em: https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/2012/12/Suplementos-nutricionais_Dr.-Mauro-Fisberg_DC-NUTROLOGIA_SBP.pdf . Acesso em: agosto, 2021.2. Falcão MC. Suplementação nutricional. Pediatra Atualize-se: Boletim da Sociedade de Pediatria de São Paulo. 2019; 4 (5): 3. Disponível em: https://www.spsp.org.br/site/asp/boletins/AtualizeA4N5.pdf . Acesso em: agosto, 2021.3. Fernandes TF. Suplementação de nutrientes. Pediatra Atualize-se: Boletim da Sociedade de Pediatria de São Paulo. 2019; 4 (5): 4-5. Disponível em: https://www.spsp.org.br/site/asp/boletins/AtualizeA4N5.pdf . Acesso em: agosto, 2021.4. Sociedade Brasileira de Pediatria – Departamento de Nutrologia. Manual de Alimentação: orientações para alimentação do lactente ao adolescente, na escola, na gestante, na prevenção de doenças e segurança alimentar. 4 ed. Virginia Resende Silva Weffort (Org.). São Paulo: SBP; 2018. Disponível em: http://www.ufrgs.br/pediatria/Repositorio/ppsca/bibliografia/nutricao/sbp-manual-de-alimentacao-2018/view . Acesso em: agosto, 2021. 5. Sociedade de Pediatria de São Paulo. Nutrição adequada e proteção do sistema imunológico na época da Covid-19. 8 maio, 2020. Disponível em: https://www.spsp.org.br/PDF/DC_SuporteNutricional_Nutri%C3%A7%C3%A3oparaImuniza%C3%A7%C3%A3o.pdf . Acesso em: agosto, 2021.6. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Manual de condutas gerais do Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A. Brasília: Ministério da Saúde; 2013. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_condutas_suplementacao_vitamina_a.pdf . Acesso em: agosto, 2021.7. Brasil, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Cadernos de Atenção Básica - Saúde da criança: crescimento e desenvolvimento; n.33. 1. ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2012. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_crescimento_desenvolvimento.pdf . Acesso em: agosto, 2021.8. Universidade Federal do Maranhão. UNA-SUS/UFMA. Alimentação, nutrição e a saúde da família: desequilíbrio nutricional e carência de vitaminas e micronutrientes. Fabrício Silva Pessoa (Org.). São Luís; 2014. Disponível em: https://ares.unasus.gov.br/acervo/html/ARES/1806/1/UNIDADE_03.pdf . Acesso em: agosto, 2021.9. Maeda SS et al. Recomendações da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) para o diagnóstico e tratamento da hipovitaminose D. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, [S.L.]. Julho, 2014; 58 (5): 411-433. Disponível em: https://www.scielo.br/j/abem/a/fddSYzjLXGxMnNHVbj68rYr/?lang=pt . Acesso em: julho, 2021.10. Nigri AA, et al. Vitamina D quando fazer a dosagem e tratar? Pediatra Atualize-se: Boletim da Sociedade de Pediatria de São Paulo. 2019; 4 (5): 8-10. Disponível em: https://www.spsp.org.br/site/asp/boletins/AtualizeA4N5.pdf . Acesso em: julho, 2021.11. Sarni RS. Imunomodulação: Glutamina, Arginina, Omega 3, Zinco, Cromo, Selênio, Nucleotídeos.. Temas de Nutrição em Pediatria. Fascículo 3. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Pediatria, 2004, 16-44. Disponível em: https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/img/documentos/temas2001_parte2.pdf . Acesso em: agosto, 2021.12. Rotulagem do produto Blumel Imune Kids.