Dentição infantil: o que fazer para evitar doenças nas crianças?

Saúde e bem estar
Publicado em: 25/08/2022 - 00:00:00
Imagem do post Dentição infantil: o que fazer para evitar doenças nas crianças?

Os arcos dentários e as outras estruturas do complexo orofacial crescem e se desenvolvem desde o nascimento até o final da adolescência. Por isso, é fundamental manter boas práticas de saúde oral, além de ir ao odontopediatra regularmente. Essas atitudes ajudam a garantir uma dentição infantil mais saudável.¹

Os recém-nascidos têm condições orais particulares nessa fase e podem lidar com modificações ou patologias que necessitam de intervenções odontológicas. ¹

Então, quando o bebê nasce, a equipe hospitalar examina a condição oral da criança. Dessa forma, compreende com mais clareza se existe algum problema que dificulta ou impede a correta respiração, sucção, deglutição e aleitamento. ¹

Mas os médicos não são os únicos responsáveis pela saúde bucal dos pequenos. Os pais devem ter atenção com outros cuidados, que vamos discutir aqui neste artigo. ¹

Então, não perca mais tempo. Continue com a leitura e tire todas as suas dúvidas.

Leia mais em: Como fazer meu filho comer legumes? Conheça as 7 melhores dicas e a importância de uma alimentação saudável

Quais são os sintomas da dentição infantil?

Durante o nascimento dos dentes, e normal surgir alguns desconfortos no bebê. Veja abaixo quais são os principais sintomas da dentição infantil. ³

  • Salivação;
  • Coceira excessiva;
  • Desconforto e irritabilidade;
  • Febre. ³

Vale ressaltar que a dentição não costuma causar febre alta, sendo assim, se o bebê estiver com essa condição -acima de trinta e oito graus- é aconselhado procurar um médico. ³

Uma dica interessante para aliviar os desconfortos causados pelo crescimento dos dentinhos é oferecer mordedores para o bebê coçar a gengiva. Dê preferência para os modelos geladinhos, que irão auxiliá-lo na redução do desconforto. ³ 

Qual é o início da dentição infantil?

Os dentes dos bebês começam a nascer por volta dos seis meses de vida, podendo aparecer um pouco antes ou depois dessa idade. ³

Leia mais em:

Dentição infantil e alimentação: qual é a relação?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), o leite materno é o alimento mais indicado para a nutrição e conforto emocional da criança. Esse momento não pode ser feito de qualquer forma. O ideal é que ele seja tranquilo e aconchegante tanto para a mãe quanto para o bebê. ¹

Nessa etapa, a criança faz um exercício oral que estimula de forma correta todos os músculos orofaciais dela, garantindo o desenvolvimento eficiente das arcadas dentárias e articulações temporomandibulares. ¹

Para ter ótimos resultados durante esse processo, deve ocorrer um selamento correto entre o lábio do bebê e o mamilo da mãe, fazendo com que seja aplicada a pressão adequada para a saída do leite. ¹

Diante desse cenário, o recém-nascido respira pelo nariz. Tanto a respiração nasal quanto o posicionamento e movimentos da língua, lábios e dos arcos dentários ficarão corretos, oferecendo um momento tranquilo para a mãe e para a criança.¹

Quais são as doenças orais mais comuns em crianças?

As doenças orais mais comuns em crianças são a cárie dentária e a gengivite. Elas geralmente estão associadas à má higiene oral.¹

As crianças precisam de uma boa higiene bucal para evitar problemas. As cáries, por exemplo, são formadas pela falta de escovação dentária antes de dormir. As sonecas durante o dia também estão incluídas nesse processo. ¹

Quando perceber que a criança está com uma cárie, recomenda-se realizar o tratamento imediatamente. Caso contrário, o pequeno corre o risco de perder o dentinho. Isso ocorre porque a cárie tem o poder de destruir os dentes de leite rapidamente. ¹ 

Outro ponto importante é que, quando a cárie não é tratada corretamente, ela pode causar dores fortes na criança. ¹

De acordo com o guia alimentar da criança brasileira, os pais devem seguir algumas orientações para evitar cárie nos pequenos. Veja abaixo!

• Alimentar o bebê somente com leite do peito até 6 meses;

• Incentivar o consumo adequado de frutas, verduras e legumes;

• Não oferecer alimentos com açúcar e bebidas açucaradas;

• Evitar oferecer líquidos (exceto água), principalmente

na hora de dormir;

• Evitar que a criança coma fora do horário previsto para a refeição;

• Escovar os dentes da criança, pelo menos 2 vezes ao dia, com fio dental e escova com pasta com flúor, principalmente antes de dormir.4

Sapinho

O sapinho, ou candidíase, é outra doença muito comum nos pequenos. Ele causa o surgimento de pontos ou placas esbranquiçadas na boca do bebê. ¹

As causas podem variar de acordo com cada indivíduo. Dentre as mais comuns, encontram-se: falta de higiene oral, beijo de adultos, brinquedos e chupetas não esterilizadas, entre outros. ¹

Como cuidar dos dentes das crianças?

Os cuidados com a limpeza da boca do bebê devem começar antes do nascimento dos primeiros dentinhos.

A escovação deve ser iniciada assim que surgir o primeiro dentinho. Nunca é demais lembrar sobre a importância de utilizar escovas apropriadas para a idade do bebê. A higiene dos pequenos deve ser feita pela manhã, depois das refeições e antes de dormir.¹

O momento mais importante da escovação é antes da soneca. Isso porque, a produção de saliva diminui no período noturno, deixando os dentes desprotegidos. ¹

É importante destacar que o creme dental deve ser específico para bebês e crianças, uma vez que eles podem acabar engolindo o produto.

O flúor é fundamental para a prevenção da cárie dentária e a quantidade de creme dental para os pequenos deve ser mínima, correspondendo a um grão de arroz cru. ¹

Traumatismos em crianças

Outro cuidado muito importante que os pais devem ter com os dentes dos bebês é com os traumatismos. ¹

Quando a criança começa a engatinhar ou andar, aumenta o risco de ela cair e machucar a boca. Caso ocorra algum traumatismo na boca do pequeno, você deve ir ao odontopediatra imediatamente. Afinal, uma queda pode afetar o crescimento dentário. ¹

A área traumatizada deve ser lavada com água e, se houver sangramento, utilize uma gaze ou algodão para pressionar levemente a região. Para reduzir o inchaço, você pode aplicar gelo no local. ¹

Outro ponto importante é não deixar o bebe utilizar chupeta, mamadeira ou colocar qualquer outro objeto na boca durante o trajeto ao dentista. ¹

Veja no infográfico abaixo quais são as principais orientações para evitar traumatismo dentário em casa, de acordo com a Associação Internacional de Odontopediatria (IAP)².

Fonte: Associação Brasileira de Odontopediatria

Para evitar problemas com dentes e com a saúde bucal, é fundamental que o seu filho coma alimentos e beba líquidos saudáveis.

Nesses casos, você pode contar com a linha Blumel.

Nela, você encontra Blusoro Jet, um spray nasal feito à base de cloreto de sódio, que não possui conservantes e auxilia no descongestionamento do nariz e na fluidificação da secreção. Ele ainda dispõe de um bico anatômico que libera um jato suave e contínuo, ideal para a aplicação em bebês e crianças em qualquer posição, podendo ser utilizado diariamente. 5

Também contamos com o xarope Blumel Hedera, um medicamento fitoterápico que tem efeito fluidificante, expectorante e broncodilatador, podendo ser usado na tosse dos pequenos, ajudando a eliminar o catarro e melhorar a respiração. Ele também não tem açúcares, corantes e aromas artificiais na sua composição. 6

Já o Blumel Imune Kids é um suplemento alimentar disponível em solução oral, que contém o exclusivo Imuno Complex*, uma combinação das vitaminas A, C e D e os minerais Selênio e Zinco, que auxiliam o sistema imune das crianças. Além disso, esse produto é livre de açúcares, corantes e aromas artificiais. 7

Converse com o pediatra do seu filho sobre a possibilidade de utilizar a linha Blumel e conheça melhor todos esses itens no nosso site!

Continue lendo outros posts no nosso blog sobre educação e saúde!