Nova variante da ômicron: entenda os riscos para os pequenos!

Imunidade
Publicado em: 24/02/2023 - 00:00:00
Imagem do post Nova variante da ômicron: entenda os riscos para os pequenos!

Cientistas alertam: a nova variante da ômicron, conhecida como XBB.1.5 pode ser a mais transmissível dessa categoria até o momento.

A princípio, ela trouxe preocupação nos EUA e no Reino Unido. Mas, a variante XXB está se espalhando e, no começo de 2023, teve o primeiro caso registrado no Brasil, na cidade de São Paulo.

Além da velocidade de transmissão, o vírus causa desconforto entre os pequenos por meio de vários sintomas, tais como: febre, coriza, dor de garganta e no corpo.

Tendo isso em mente, este artigo traz um valioso guia sobre a nova variante, explicando desde o período de incubação até detalhes como transmissão e sintomas da doença.

Ficou curioso?

Então, continue a leitura e tire suas dúvidas!

O que preciso saber sobre a nova variante ômicron: XXB.1.5?

De modo geral, a XXB.1.5 é uma variante da ômicron, que supera as versões antecedentes de coronavírus - Alfa, Beta, Gamma e Delta - desde quando se disseminou por diversos países, no final de 2021.¹

Cientistas acreditam que os sintomas de XBB.1.5 sejam iguais aos das cepas anteriores. A maioria das crianças apresenta condições análogas aos do resfriado. ¹

🎥Quer saber mais? Assista:

Onde surgiu a variante?

A variante surgiu  no Reino Unido, em setembro de 2022, que a XBB evoluiu para XBB.1.5. 

Sabe-se que a primeira versão tinha uma mutação que ajudava a superar as defesas imunológicas do nosso corpo, mas essa mesma qualidade também diminuía sua capacidade de infectar células humanas. ¹

A circulação de tal vírus é mais ágil se comparado às outras subvariantes vistas até agora, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).¹

Por que a variante XXB é preocupante?

Em tese, a cepa da ômicron acendeu um sinal de alerta pelo seu alto potencial de reinfecção e por sua capacidade acelerada de contágio. ¹

Com essas mutações do vírus, o nosso sistema imunológico fica mais enfraquecido, tendo dificuldades em combater as novas variantes, o que resulta em mais casos da doença. ¹

Em paralelo, isso diminui a eficácia das vacinas, que foram produzidas nos subgrupos previamente descobertos. ¹

Ainda assim, ela continua tendo a sua importância, sobretudo, em um período em que novas variantes surgem a todo o momento. ¹

Qual é a diferença desta nova variante da ômicron?

A sua principal diferença está em seu código genético, que aumenta a probabilidade de mais mutações surgirem e diminui a eficácia das vacinas atuais, que foram pensadas para lidar com as versões anteriores do vírus. ¹

Como vimos acima, isso não significa que as vacinas percam a sua potência. Afinal, elas continuam impedindo eventos graves e infecções. Contudo perdem a eficácia porque não estão preparadas contra essas mudanças na genética do vírus.¹

De qualquer forma, mantenha o seu cartão de vacinação atualizado contra a covid-19, pois isso ajuda a melhorar a capacidade de proteção do imunizante, que continua em evolução para combater esses novos vilões. ¹

🚨 Fique ligado: a ômicron preocupa o mundo com a variante BQ.1 e XXB. Dê o play e saiba mais detalhes:

Qual é o período de incubação da nova variante da ômicron?

O período de incubação da nova variante da ômicron no organismo é de até três dias, segundo este levantamento da Universidade de Nebraska publicado pelo Centro de Controle de Doenças (CDC), ambos dos Estados Unidos.²

Isto é: a criança infectada pelo vírus desenvolve sintomas mais rapidamente do que na infecção por outras variantes.²

Já uma análise do Instituto Japonês de Doenças Infecciosas indicou que a capacidade viral da ômicron  ocorre entre três a seis dias após a infecção. O desconforto desaparece dez dias após o início dos sintomas ou do diagnóstico. ²

Quais os sintomas da nova variante da ômicron em crianças?

Entre os principais sintomas da nova variante ômicron em crianças, destacam-se:

  • Febre;
  • Coriza;
  • Dor de garganta;
  • Dor no corpo.²

Caso identifique um ou mais sintomas nas crianças, faça um teste do tipo RT-PCR ou de antígeno para comprovar o diagnóstico. ²

Fonte: Governo do Estado do Paraná

Cuidados com as crianças durante a covid: conheça os mais importantes!

Implementar algumas medidas é vital para impedir a contaminação da nova variante. Para isso, siga estas dicas:

  • Estimule o seu filho a lavar as mãos com água e sabão, orientando que ele limpe todas as superfícies possíveis, o que inclui a unha. O uso do álcool 70% também é indicado para esse processo; ³

Fonte: Escola de Saúde Pública do Ceará

  • Mantenha a criança distante de outras pessoas da casa com sinais ou sintomas semelhantes (corrimento nasal, fraqueza, tosse, espirro) por, pelo menos, 2 metros; ³

Foto: Ilustração: Wagner Magalhães/G1

  • Ensine a criança a usar máscaras e luvas para aumentar a proteção, caso seja necessário se aproximar do indivíduo infectado; ³